Quais são os Tipos de Planejamento nas Organizações?

Post nº 126

Planejamento Estratégico é uma das ferramentas utilizadas pelo novo modelo de Gestão Pública

plan Planejamento Estratégico não é pontual, é preciso pensar no longo prazo…

A tendência mundial de modernização das ferramentas de gestão encontra no Planejamento Estratégico um fio condutor das políticas e práticas na Gestão Pública Contemporânea:

planejamento-estrategicoPlanejar é essencial. O diagnóstico diz onde estamos; Os objetivos mostram para onde queremos ir;  as estratégias indicam como chegar lá …    

O Planejamento Estratégico nos dá uma visão ampla da Organização. A Identidade Organizacional – Negócio, Missão, Visão e Valores – equivale a nossa identidade civil, ou seja, revela dados, características  da Organização: qual  seu negócio, que área atua, qual sua razão de existir, no que acredita e aonde quer chegar..

Nessa seara, devemos entender algo fundamental: os principais níveis de planejamento: Estratégico, Tático e Operacional.

O Planejamento Estratégico é estruturado com a análise dos ambientes externo e interno, aponta pontos fortes e fracos, identifica ameaças e oportunidades. Abrange a Organização como um todo. Sua duração varia de 5 a 10 anos. Está relacionado ao conceito de Efetividade. Mas, uma coisa merece atenção: para a realização de todos os objetivos estratégicos traçados neste tipo de Planejamento, uma coisa é essencial: fazer o Planejamento Tático.

O Planejamento Tático  – que muitas instituições chama de estratégico de forma errada – é estruturado em consonância com o Planejamento Estratégico. Esse Planejamento refere-se aos Planos de Ação de áreas determinadas, como Secretarias, Departamentos, Diretorias, Gerências, Supervisões… Abrange uma determinada área da Organização. Esse planejamento contempla os Planos de Ação do Planejamento Estratégico mais as metas de resultados específicas da área em questão. Sua duração varia de 3 a 1 ano. Portanto, médio prazo. Está relacionado ao conceito de eficácia.  Sua feitura é o embrião para um terceiro tipo de Planejamento:  Operacional.

O Planejamento Operacional está relacionado aos processos e às atividades da área. Sua duração alcança, no máximo, 1 ano. Portanto, é um planejamento de curto prazo. Está relacionado ao conceito de eficiência.

Esses três tipos de Planejamento – Estratégico, Tático, Operacional – devem estar bem alinhados para que os resultados guardem sintonia entre o que foi planejado e o que foi executado.

michael-porter

Fica com Deus,

Até o próximo post…

Evilânia Macêdo

Como Ser Mais Eficiente

Post nº 125

Descubra o segredo das pessoas mais produtivas e aprenda como ser mais eficiente…

pessoas-produtivasO que Romero Rodrigues, fundador do Buscapé e Ivete Sangalo tem em comum? E Maria Fernanda, diretora da Ambev,  se comparada a Henrique Fogaça, chef de cozinha?  E o presidente da INTEL no Brasil, David González?  Resposta: todos eles administram bem suas agendas, são muito organizados e… muito eficientes!

• Romero Rodrigues

Ele foca em produtividade. Desenvolveu várias formas de medir quantitativamente a própria performance. Antes, todo dia via resultados dos negócios. Hoje, olha as metas semanalmente. “O sentimento de vitória, quando você percebe que fez muitas coisas, é muito gostoso”, costuma dizer. Atualmente, só anda de táxi e, o tempo que tem se deslocando, aproveita para ler jornal e esvaziar a caixa de emails. Se considera mais produtivo usando fones de ouvido. Para ele, reuniões mais produtivas são as que duram meia hora; além disso, é desperdício de tempo. 

• Ivete Sangalo

O segredo de Veveta? Organização mental. Segundo ela, é preciso ter objetivos, organizar o dia. E ela faz disso um hábito! Para administrar a agenda lotada, tornou-se mais objetiva e concentrada. Relaciona-se com o trabalho com muita responsabilidade, “se é para produzir, produzo em qualquer local do mundo”. Diz que o tempo deve ser amigo, não inimigo…

• Maria Fernanda Albuquerque

“Sempre fui muito focada para cumprir metas”, diz. A estratégia para administrar agenda cheia é começar e terminar as reuniões no horário previamente estabelecido. Procura manter a equipe alinhada, pois ajuda em tempos de crise e dar poder de decisão quando ela não está por perto. Resultados a inspiram e recomenda você procurar uma empresa que tenha valores parecidos com os seus.

• Henrique Fogaça

Para dar conta de tantas tarefas, é preciso ter gente boa ao redor, segundo ele. O importante é estar sempre aberto para aprender. Na cozinha, claro, é o local onde é mais produtivo. Quando precisa se concentrar, usa fones de ouvido. Seu melhor hábito é a dedicação

• David Gonzáles

Períodos de crise sem perder o foco? Segundo ele, agir como o velho e bom marinheiro, que em tempestades leva o barco devagar. É necessário ter uma perspectiva de longo prazo. Hoje dá muita importância ao processo de Planejamento, uma vez que é fundamental para a organização do trabalho e o estabelecimento de prioridades. Quando quer se concentrar, coloca fones de ouvido e escuta música. 

Segredos preciosos que ensinam como ser mais eficiente…

(Post inspirado em uma reportagem da Você S/A, edição 210)

Fica com Deus…

Até o próximo post.

Com carinho,

Evilânia Macêdo

Quais são os Tipos de Competências nas Organizações?

Post nº 124

Ao longo do tempo, o conceito de Competências evoluiu da esfera individual para o nível organizacional

competenciasAtualmente, o mundo do trabalho se apresenta como resultante de mudanças relativas à transição  do modelo industrial para um modelo baseado em conhecimento.

Nesse cenário, o conceito de COMPETÊNCIA avançou nas organizações e o seu uso contribuiu de forma decisiva para o desenvolvimento das Instituições. Sua aplicação substitui modelos antigos de medir desempenho, assim como integra pessoas, processos e…

Dentro das Instituições, indivíduos competentes são aqueles que apresentam conhecimentos e traços comportamentais relacionados com desempenho diferenciado, ou seja, superior aos demais.

A aplicação do conceito de Competências no mundo do trabalho suscitou diversos estudos acerca do tema. Com isso, diversas discussões foram realizadas no intuito de identificar quais competências seriam essenciais para o bom desempenho das organizações.

De modo geral, quais são os tipos de Competências nas organizações?

O Que é Competência?

cha-habilidadesLeme (2005) conceitua competência como um conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes correlacionadas, que afetam parte considerável da atividade das pessoas no trabalho, podendo ser medida segundo critérios preestabelecidos.

Quais os Tipos de Competências nas Organizações?

tipos-competencias→ Competências Organizacionais

A publicação, em 1990, do artigo The Core Competence of the Corporation contribuiu decisivamente para a discussão do significado de se identificar as competências organizacionais de uma Instituição.  O artigo enfoca a gestão das grandes organizações e classificam competências organizacionais como “[…] aprendizado coletivo na organização, especialmente como coordenar as diversas habilidades de produção e integrar múltiplos fluxos de tecnologias”. Esse tipo de competência se relaciona com o desempenho organizacional.

→ Competências Profissionais ou Funcionais

competencias-funcionaisSão os requisitos do cargo. As competências técnicas e comportamentais exigidas para um bom desempenho no cargo.

→ Competências Individuais

competencias-pessoaisAs competências individuais estão relacionadas ao conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes que as pessoas possuem. Também chamadas de competências pessoais, elas estão relacionadas com a forma como as pessoas aplicam o conhecimento ao desempenhar suas funções. É o perfil profissional e comportamental de cada um.

Em resumo, nas organizações, esses são os três principais tipos de competências organizacionais, funcionais e individuais que servem para fundamentar os processos de Gestão de Pessoas e Gestão do Desempenho e dar sustentabilidade à Instituição.

Assim,

Fica com Deus e…

Até o próximo post…

Evilânia Macêdo ♥

Avaliação de Desempenho – Algumas Reflexões

Post nº 123

A ferramenta mais importante da Gestão de Pessoas deve ser considerada como prática contínua de Desenvolvimento…

avaliacao-desempenhoDentro das Instituições, é preciso transformar a Avaliação de Desempenho em uma ferramenta voltada para o Desenvolvimento das pessoas.

• O objetivo maior de uma Avaliação de Desempenho é DESENVOLVER as pessoas após os resultados apresentados;

• Além de alinhar aos objetivos estratégicos, um dos desafios é incluir valores da Instituição nessa ferramenta de medição do desempenho; 

• A Avaliação  de Desempenho não é para punir. Desse modo, as organizações estão incluindo métricas de Competências e Comportamentos na ferramenta, o que chamamos Gestão por Competências;

• O método tradicional de avaliar traz a sensação de injustiça para quem é avaliado, além de causar insatisfação a quem avalia. Para melhorar o  processo, é necessário aumentar a experiência do feedback;

• Dividir as pessoas em competentes e incompetentes está fora do conceito  de avaliar desempenho;

equipe-alto-desempenho

• Uma boa Avaliação  de Desempenho gera informações para  os gestores aproveitarem da melhor forma os diversos talentos de sua equipe;

 • Muitos gestores não se sentem à vontade para avaliar, pois temem a influência que os resultados da avaliação causam na vida funcional do avaliado. Para evitar conflitos, acabam  gerando o efeito halo (quando o gestor, ao avaliar o colaborador, se deixa influenciar por uma característica deste que o marcou de forma negativa ou positiva, deixando de apreciar outros aspectos);

• Ao avaliar, siga sempre três vertentes: o desenvolvimento, o desempenho e as responsabilidades do servidor; Se você focar somente em metas, o resultado, em curto prazo, pode até aparecer, mas a médio e longo prazos, não tem sustentabilidade, você não consegue desenvolver a equipe. As pessoas cansam, começam a adoecer;

• É importante que as métricas da Avaliação estejam de acordo com a cultura organizacional; do contrário, não funciona, Daí não surtir efeito copiar modelos genéricos, sem adequar à realidade da Instituição;

• Bem desenhada, a Avaliação de Desempenho suporta diversos processos de Gestão de Pessoas: ocupação de cargos, desenvolvimento profissional, sucessão, movimentação interna, formação de equipes de alta performance …

Espero que as colocações acima expostas inspirem você!

Fica com Deus,

Até o próximo post…

Evilânia Macêdo ♥

Evolução do RH

Post nº 122

Vamos buscar mais conhecimento na área de Gestão de Pessoas para dar uma contribuição mais efetiva dentro de nossas organizações…

rhPara conhecer, nada como saber a origem, não é mesmo?

Como se deu a evolução do RH?

Relações Industriais • ·

A primeira fase do RH se constituiu pela necessidade de registrar notas sobre os trabalhadores, como faltas e atrasos. O encarregado do setor era chamado “chefe de pessoal”. O olhar desse chefe em relação ao pessoal era puramente econômico e mecanicista. O foco era a eficiência das tarefas para aumentar a produção.

Relações Humanas • ·

Nas décadas de 1920 e 1930, as relações começaram a mudar. Estudos e pesquisas na área da Psicologia e da Sociologia influenciaram a visão dos antigos chefes de pessoal, que passaram a ter um novo olhar: não viam mais os trabalhadores como simples objetos de trabalho, mas como seres humanos. Surgiam os primeiros Departamentos de Recursos Humanos.

Comportamento Humano • ·

Nas décadas de 1940 e 1950, estudos sobre liderança, motivação humana e sobre o poder das relações informais tornaram mais intensas as mudanças da área de RH. Como consequência, surgiram os processos de recrutamento e seleção. Surgiram os chamados Gerentes de RH. Falava-se em Administração de RH. Porém, a área ainda era muito burocratizada, apegada a normas e cumprimento de leis.

Gestão de Pessoas • ·

Na década de 1990, começa era de Gestão de Pessoas. As mudanças são rápidas e imprevistas. O RH sai do operacional e torna-se estratégico, Não fala mais em tarefas, mas em processos. Ao recrutamento e seleção são acrescidos o desenvolvimento, a retenção, o monitoramento… Esta é uma fase que chega até nossos dias…

Pessoas geram resultados • ·

flores-diversasCom saudades,

Evilânia Macêdo,

Até o próximo post…

·

Um Presente Para Você…

manual-servidorPrezados leitores,

Estive ausente esses últimos três meses para elaborar este Manual do Servidor do Tribunal de Contas do Estado do Ceará. Muito trabalho, mas uma grande satisfação!

Quer receber uma cópia para se inspirar? Só enviar um email solicitando…

Fica com Deus,

Até o próximo post…

Com carinho,

Evilânia Macêdo