Glossário Mundo Corporativo

Este Glossário é um guia. Uma fonte de informação precisa das expressões mais usadas no Mundo Corporativo. Os termos na cor preta se referem à linguagem utilizada hoje nas organizações, sejam elas públicas ou privadas. Para ficar mais completo, adicionei alguns termos da Psicologia Organizacional, da área de Gestão de Pessoas, da Tecnologia da Informação, além da área jurídica, cada um com uma cor específica para potencializar a busca. Visite-o sempre, pois devido à dinâmica do mundo globalizado, novos termos serão continuamente adicionados. Faça bom uso!

A____________________________________________________________

AB-REAÇÃO – Processo de eliminação ou esquecimento de uma emoção reprimida ou de uma experiência desagradável revivendo-a em palavras, ações ou sentimentos. Em Psicanálise, o tratamento consiste em trazer à tona conteúdos inconscientes relacionados à carga acumulada de energia relativa à experiência anterior, que permanece ativa até sua descarga.

ABSENTEÍSMO – Do francês absentéisme, significa o grau de ausência do profissional ao trabalho. Seu controle integra os indicadores e as estatísticas da área de RH. É obtido por meio da fórmula: nº de faltas / empregados x 100 dividido por nº de dias úteis no período.

ABSTRAÇÃO – Capacidade de distinguir entre as diferentes características de um ser ou de uma situação. Abstrair significa separar para considerar isoladamente as qualidades de um objeto ou de um fato.

ACIDENTE de TRABALHO – É aquele que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause morte, perda ou redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho. 

ACORDO COLETIVO – Ato jurídico celebrado entre uma entidade sindical laboral e uma ou mais empresas correspondentes, no qual se estabelecem regras na relação trabalhista existente entre ambas as partes. Diferentemente da Convenção Coletiva de Trabalho, que vale para toda a categoria representada, os efeitos de um Acordo se limitam apenas às empresas acordantes e seus empregados respectivos.

ACTIVITY BASED COSTING – Método ABC. Metodologia de avaliação dos custos de uma empresa que rompe com a visão mais tradicional relativamente à imputação de custos indiretos aos produtos, preconizando que essa imputação não deve ser feita diretamente, mas sim através das atividades que lhes dão origem.

AÇÃO DISCIPLINAR – Comportamento punitivo manifestado pela liderança, conforme os padrões e regulamentos estabelecidos pela organização com o objetivo de corrigir disfunções ou manter a ordem interna.

AÇÃO ESTRATÉGICA – Iniciativas fortemente relevantes que mostram a operacionalização dos objetivos estratégicos. São inspiradas geralmente no cotejo das forças e fraquezas da organização. São os meios para alcançar os objetivos, considerando todos os recursos disponíveis.

ADAPTAÇÃO – Ajustamento, acomodação. A adaptação consiste em um ajustamento às exigências do meio ambiente externo, denominadas exigências externas e às exigências do meio interno (própria personalidade), denominadas exigências internas. A adaptação pode se realizar por dois caminhos: por acomodação, quando há uma submissão às exigências externas; e por assimilação, quando há um ajustamento das exigências externas às exigências internas do indivíduo.

ADHOCRACIA – Estrutura organizacional que enfatiza a tomada de decisão descentralizada, extrema especialização horizontal, poucos níveis administrativos, ausência virtual de controles formais e poucas regras, políticas e procedimentos escritos.

ADITAMENTO CONTRATUAL – Documento por meio do qual as alterações contratuais são formalizadas.

ADMINISTRAÇÃO OU GESTÃO – São as funções administrativas básicas de Planejamento, Organização, Direção e Controle do uso de recursos organizacionais para alcançar determinados objetivos de maneira eficiente e eficaz.

ADMINISTRAÇÃO DE CONFLITOS – Métodos conciliatórios de responsabilidade da área de RH. É a avaliação e o enfrentamento de conflitos organizacionais para prevenir seus efeitos negativos e evidenciar seus efeitos positivos de modo a aumentar a vitalidade das organizações.

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS – Conjunto de teorias e conceitos que objetivam administrar as pessoas dentro das empresas.

ADMINISTRAÇÃO DO TEMPO – Práticas que objetivam o estudo do tempo nas organizações. O tempo necessário para execução de uma atividade X, tempo para locomoção entre departamentos, tempo produtivo, tempo desperdiçado. 

ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA DE RECURSOS HUMANOS – Conjunto de políticas, conceitos e práticas de recursos humanos que objetivam alinhar a Gestão de Pessoas aos objetivos organizacionais. 

ADVOCATE – Defensor de uma causa. Consumidor que gosta de uma marca e a promove.

AGENTE DE MUDANÇA – Pessoa externa ou interna à organização que tenta modificar uma situação organizacional existente.

AGRAVO REGIMENTAL – Recurso ao plenário ou a uma turma contra despacho de ministro. Cabe quando a decisão do ministro negar um recurso apresentado.

ALIANÇAS ESTRATÉGICAS –  São associações entre duas ou várias empresas que juntam recursos e know-how para desenvolver uma atividade específica, criar sinergias de grupo ou como opção estratégica de crescimento.

ALINHAMENTO – Ação que visa garantir que todos os profissionais envolvidos em dado projeto estejam trabalhando com os mesmos objetivos, metas e prazos. Sintonia entre planos, processos, ações, informações e decisões para apoiar as estratégias da organização.

ALOCAÇÃO DE RECURSOS – Suporte material que o processo precisa, para ser executado e poder cumprir as metas preestabelecidas. São equipamentos, instalações e outros dispositivos usados na fabricação do produto alvo do processo.

AMBIENTAÇÃO – Atividade que visa transferir para o novo funcionário um conjunto de informações sobre a organização como a estrutura organizacional, as políticas de pessoal, salários e benefícios, planejamento estratégico, com o objetivo de reduzir o impacto do desconhecido sobre o iniciante, acelerando sua integração, com vistas à assimilação rápida da cultura organizacional, criando condições de motivação para que contribuam para os resultados da Instituição.

AMBIENTE COLABORATIVO – Ambiente propício ao compartilhamento de conhecimento. Este ambiente facilita a disseminação do conhecimento na empresa e traz diferencial competitivo para a organização.

AMEAÇAS  São forças ambientais externas que criam obstáculos à ação estratégica da organização, mas que, em sua maioria, podem ser evitadas ou gerenciadas, desde que reconhecidas em tempo hábil. Uma das dimensões da ferramenta SWOT ou FOFA, utilizada para leitura de cenários.

AMICUS CURIAE –  “Amigo da Corte”. Intervenção assistencial em processos de controle de constitucionalidade por parte de entidades que tenham representatividade adequada para se manifestar nos autos sobre questão de direito pertinente à controvérsia constitucional. Não são partes dos processos; atuam apenas como interessados na causa. Plural: Amici curiae (amigos da Corte).

ANÁLISE CRÍTICA – Avaliação profunda e global de um projeto, produto, serviço, processo ou informação com relação a requisitos, objetivando a identificação de problemas e proposição de soluções.

ANÁLISE DE C URRICULO – Avaliação prévia de c urrículos de candidatos a serem convocados para preenchimento de vagas existentes. A seleção é feita pelo órgão ou responsável pelo recrutamento e seleção de pessoal, considerando o perfil do cargo x perfil do candidato.

ANÁLISE DE VALOR – É uma metodologia de gestão criada nos anos 50 pelo americano Lawrence Miles. Consiste em decompor um produto ou serviço nas suas funções principais e, em seguida, delinear as soluções organizacionais mais apropriadas para reduzir os custos de produção. Implica em uma análise detalhada do valor criado pela empresa através da distribuição dos custos totais de um produto ou serviço pelas suas diferentes etapas: concepção, fabrico, venda, distribuição e serviço aos clientes.

ANDRAGOGIA – Técnica de ensino voltada para educação de adultos.

ANUÊNIO – Por força de acordo coletivo da categoria, o anuênio é um percentual sobre o salário a ser pago ao empregado por tempo de serviço prestado a uma mesma empresa. O percentual e a periodicidade serão determinados pelo respectivo sindicato da categoria.

ANÚNCIOS DE EMPREGO – Recrutamento. Divulgação ampla de vagas em aberto por meio dos veículos de comunicação disponíveis: jornais, sites institucionais, revistas, plaqueiros, panfletos, empresas de recrutamento, agencias de emprego, sindicatos, faculdades e universidades, centros de atendimento ao trabalhador, redes sociais, rádio ou TV. Seu objetivo é captar c urrículos para que o RH inicie a análise e a triagem dos currículos. 

APOSENTADORIA – Estágio no ciclo produtivo do trabalhador onde, por força do tempo de serviço, idade ou invalidez, ocorre o afastamento do trabalho conservando um salário mensal, conforme legislação vigente.  

APPROACH – Abordagem. 

APRENDIZAGEM – Mudança ou alteração de comportamento relativamente permanente como resultado de experiência, de novos conhecimentos, habilidades ou destrezas incorporados com a finalidade de melhoria. Processo que conduz à aquisição de habilidade para responder de forma adequada a uma situação nova ou já conhecida.

ASAP – Termo usado ao final das correspondências ou e-mails, para requerer resposta ou solução rápida. Significa: tão breve quanto possível ou urgentíssimo.

ASSALARIADO – É o termo dado ao empregado de uma empresa que exerce suas atividades em troca de uma remuneração mensal previamente ajustada.

ASSÉDIO MORAL – É a exposição dos trabalhadores e trabalhadoras a situações humilhantes e constrangedoras, repetitivas e prolongadas durante a jornada de trabalho e no exercício de suas funções, sendo mais comuns em relações hierárquicas autoritárias e assimétricas, em que predominam condutas negativas, relações desumanas e aéticas de longa duração, de um ou mais chefes dirigida a um ou mais subordinados, desestabilizando a relação da vítima com o ambiente de trabalho e a organização, forçando-o a desistirem do emprego. Caracteriza-se pela degradação deliberada das condições de trabalho em que prevalecem atitudes e condutas negativas dos chefes em relação a seus subordinados, constituindo uma experiência subjetiva que acarreta prejuízos práticos e emocionais para o trabalhador e a organização. A vítima escolhida é isolada do grupo sem explicações, passando a ser hostilizada, ridicularizada, inferiorizada e desacreditada diante dos pares. Estes, por medo do desemprego e a vergonha de serem também humilhados, associados ao estímulo constante à competitividade, rompem os laços afetivos com a vítima e, frequentemente, reproduzem e ‘imitam’ ações e atos do agressor no ambiente de trabalho, instaurando o ’pacto da tolerância e do silêncio’ no coletivo, enquanto a vitima vai gradativamente se desestabilizando e fragilizando, perdendo sua autoestima. Em resumo: um ato isolado de humilhação não é assédio moral. Este pressupõe: repetição sistemática; intencionalidade (forçar o outro a abrir mão do emprego); direcionalidade (uma pessoa do grupo é escolhida como bode expiatório); temporalidade (durante a jornada, por dias e meses) e degradação deliberada das condições de trabalho.

ASSESSMENT – Avaliação. Processo em que os recrutadores conferem características aos candidatos a uma vaga.

ASSESSMENT CENTER – Análise de comportamentos baseada na observação de profissionais ao realizarem determinadas atividades. Seu objetivo é obter uma visão mais precisa dos comportamentos dos profissionais avaliados em relação aos seus atuais ou futuros cargos. Pode, ainda, ser utilizado para o processo de Recrutamento e Seleção.

ASSESSMENT MANAGEMENT – Avaliação de potencial de profissionais.

ASSIGNMENTS – Atribuições, compromissos. Agenda de tarefas a serem cumpridas pelo empregado dentro da empresa.   

ATA – Documento contendo registro expositivo, tanto de fatos ocorridos, como de deliberações tomadas durante reuniões formais. 

ATESTADO – Declaração de autoridade competente, afirmando ou negando o que é do conhecimento oficial do signatário. 

ATITUDE – É a predisposição para reagir de forma positiva ou negativa frente a pessoas, objetos ou situações. Terceiro componente do CHA da competência.

AUTÔNOMO – Pessoa física que exerce, habitualmente e por conta própria, atividade profissional remunerada, prestando serviços de caráter eventual a uma ou mais pessoas ou empresas, sem relação de emprego. O que difere o autônomo do empregado, é que ele é dono de suas decisões, não tem subordinação hierárquica, não recebe ordens para executar seu trabalho, e o realiza durante o período de tempo que julgar necessário, podendo parar e recomeçá-lo quando quiser, não estando subordinado a horário, e tendo a liberdade de especificar o valor a ser remunerado.

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO – Técnicas e procedimentos utilizados pela área de recursos humanos para avaliar e mensurar o desempenho de um profissional no exercício de suas funções e responsabilidades. 

AVALIAÇÃO 360° – Sistema de mediação de Desempenho que consiste em medir o desempenho do funcionário através da avaliação do chefe imediato, da auto avaliação, avaliação dos pares e avaliação dos clientes a quem se destinam as entregas.

AWARD – Prêmio. 

B_____________________________________________________

B2B ou BTB – Business to Business. Significa comércio eletrônico entre empresas, um mercado sem a participação do consumidor.

B2C ou BTC – Business to Consumer. Comércio eletrônico entre empresas fornecedoras e consumidor final operado por meio de site ou portal mantido por quem vende. Venda direta ao consumidor final via internet. Também chamado e-commerce.

B2E – Business to Employee. Vertente do B2B e B2C, este tipo é uma modalidade de marketing voltado para dentro da organização.

BACKGROUND – Experiência, vivência ou conhecimento tanto profissional quanto pessoal.

BENCHMARK – Padrões de excelência, referência.

BENCHMARKING – Processo sistemático e contínuo de medida e comparação do desempenho e procedimentos de organizações líderes para identificar as melhores práticas. Esta técnica de observação é composta de cinco fases: identificação dos principais problemas, identificação de empresas que tenham resolvido ou estejam resolvendo o mesmo problema, estudo e recolhimento de informações relativas às práticas dessas organizações, análise da informação e identificação de oportunidades de melhoria, adaptação e implementação das oportunidades de melhoria na própria organização.

BEHAVIORISMO  – Escola Psicológica fundada no início do século XX por John B. Watson, segundo a qual o objeto de estudo da Psicologia é constituído exclusivamente pela conduta observável. Segundo esta Teoria, o comportamento humano é dirigido por um conjunto complexo de estímulos. O reflexo condicionado é, nessa perspectiva, a unidade de formação de hábitos, o agente capaz de determinar mudanças no comportamento. A finalidade da Psicologia seria então prever e dirigir a conduta humana pela elucidação de todas as relações existentes entre os estímulos e as respostas verificáveis de tal modo que seja possível antever a resposta que será dada a um determinado estímulo e, consequentemente, saber qual estímulo é necessário para que se obtenha a resposta requerida.

BOARD – Conselho Diretor.

BÔNUS – Premiação em dinheiro concedida aos colaboradores. 

BOTTOM-UP – De baixo para cima. Mudança que ocorre por ação de trabalhadores de nível hierárquico menor.

BPF – Boas Práticas de Fabricação.

BRAINSTORMING – Tempestade de ideias. Técnica usada em treinamentos gerenciais destinada a incentivar a total liberdade de ideias com vistas a encontrar soluções inovadoras para as questões da organização.

BRAINSTORMING INDIVIDUAL – Variações da técnica que são utilizadas no levantamento de habilidades e conhecimentos profissionais necessários para a elaboração de curriculum.

BRANDING ou BRAND MANAGEMENT – Coleção de imagens e ideias que representam um produto. Identidade visual. Construção da marca de uma empresa, produto ou pessoa.

BRIEFING – É um conjunto de informações, uma coleta de dados passadas através de uma reunião para o desenvolvimento de um determinado trabalho, documento ou projeto.

BREAK EVEN POINT – É o nível de produção ou nível de volume de vendas a partir do qual o empreendimento ou negócio se torna rentável. Qualquer valor abaixo do Ponto de Equilíbrio significa prejuízo. 

BREAKTHROUGH – Trata-se de um avanço em determinada área. 

BROAD BAND –  b anda larga.

BSC – Balanced Scorecard. Sistema de medição do desempenho e controle gerencial, desenvolvido por Robert Kaplan e David Norton em meados de 1990. Ferramenta gerencial utilizada pelas esferas pública e privada na medição de desempenho através de indicadores que refletem objetivamente os resultados alcançados.

BTB – v. B2B.

BTC – v. B2C.

BUDGET – Orçamento.

BUMO – Brand Used Most Often. Refere-se à marca ou produto usado com mais frequência. 

BUYING IN – Compra.

BUROCRACIA – é a organização legal, formal e racional por excelência.

BUSINESS GAME – Jogos empresariais, estilo de dinâmica de grupo baseada em situações lúdicas. 

BUSINESS INTELLIGENCE – Conjunto de softwares que ajudam em decisões estratégicas. 

BUSINESS PLAN – Plano de negócios. 

BUSINESS UNIT – Unidade de negócios.

C____________________________________________________

5S – Programa de gerenciamento participativo idealizado pelos japoneses para vencerem o período pós segunda guerra mundial. Seu objetivo é criar condições de trabalho adequadas a todas as pessoas em todos os níveis hierárquicos da organização a fim de evitar o desperdício e o retrabalho. A sigla 5S deriva das iniciais de cinco palavras japonesas: SEIRI, senso de utilização; SEITON, senso de ordenação; SEISO, senso de limpeza; SEIKETSU, senso de saúde; e SHITSUKE, senso de autodisciplina. 

5W+2H – Ferramenta prática, oriunda da área de qualidade, consiste em realizar, sistematicamente, sete perguntas sobre o assunto em estudo: What, Who, When, Why, Where, How, How much, respectivamente: o que?, quem?, quando?, por que?, onde?, como? e quanto custa?.

C2C – Customer to Customer. Significa venda de cliente para cliente.

CANDIDATOS A EMPREGO – São profissionais atraídos pelas fontes de recrutamento que tenham interesse em pleitear oportunidades para atuar na empresa. 

CANDIDATOS NÃO QUALIFICADOS OU FORA DO PERFIL – São candidatos que após se submeterem às fases de recrutamento e seleção, obtém a devolutiva de que não se enquadram no perfil das posições em aberto. São candidatos cujo perfil pessoal, profissional, comportamental está incompatível com os requisitos exigidos pela organização. 

CANDIDATOS QUALIFICADOS OU DENTRO DO PERFIL – São candidatos que após se submeterem às fases de recrutamento e seleção, obtém o convite formal para serem admitidos para determinado cargo na organização.

CAPACITAÇÃO INTERNA – C urso interno oferecido aos colaboradores de uma organização sobre novas competências. 

CAPITAL ESTRUTURAL É a capacidade organizacional, incluindo os sistemas físicos utilizados para transmitir e armazenar conhecimento intelectual.

CARGO – É a posição organizacional de um agrupamento de funções. O cargo dá a titulação oficial das tarefas desempenhadas por uma ou mais pessoas.

CARGOS E SALÁRIOS – É o subsistema de recursos humanos que atua na administração e controle das rotinas de cargos, salários, remuneração e carreira. 

CARGO PÚBLICO – Unidade básica do Quadro de Pessoal, de natureza permanente, criado por lei, organizado em carreira, com atribuições e remuneração estabelecidas em lei, remunerado pelos cofres públicos e provido por concurso público de provas e títulos, ou em comissão.

CARREIRA – Conjunto de classes, estruturado e organizado para permitir o desenvolvimento do servidor, mediante promoção funcional, na forma de Regulamento.

CASE – Estudo de caso.  

CASH – Dinheiro vivo.

CASUAL DAY – É o dia da semana, normalmente às sextas-feiras, em que a empresa adota um Dress Code menos rígido, permitindo algumas concessões.

CATARSE – Método que visa eliminar perturbações psíquicas, excitações nervosas, tensões e angústias através da provocação de uma explosão emocional, baseando-se na rememorização de fatos passados ligados a essas perturbações.

CEO – Chief Executive Officer. Presidente, Diretor-Executivo, Superintendente. Cargo mais alto da Instituição. Em organizações que possuem os dois cargos, o do CEO é mais representativa, ou seja, de hierarquia menor.

CEP – Controle Estatístico de Processo, que significa metodologia usada para o controle de dados de forma estatística para o aprimoramento contínuo da qualidade. 

CFO –  Chief Financial Officer. Diretor Financeiro, principal executivo da área de Finanças. 

CHAIRMAN – Presidente do Conselho de Administração.  

CHRO – Chief Human Resources Officer. É o cargo de Diretor de Recursos Humanos.

CICLO ADMINISTRATIVO – É formado pelos elementos: planejar, dirigir, organizar e controlar.

CIF – Cost Insurance Freight. Custo seguro frete. Sigla empregada para designar o sistema de pagamento para mercadorias embarcadas quando os custos do seguro e do frete estão incluídos no preço. 

CIO – Chief Information Officer.  Diretor de Tecnologia da Informação. Profissional que trabalha com a Informação e deve abrir a caixa preta da TI, razão porque deve participar de reuniões e tomar iniciativas, ou seja, cuidar da estratégia por trás da tecnologia. 

CIO – Chief Imagination Officer. É o responsável por promover a criatividade entre os colaboradores.

CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. Organismo criado na empresa por determinação legal, representando esta e os empregados, para fiscalizar o cumprimento das leis e normas relativas à prevenção de acidentes e atividades da medicina e segurança do trabalho. 

 CKO –  Chief Knowledge Officer. Gestor do Capital Intelectual da Instituição. Diretor de Conhecimento. A definição vai desde a arquitetura das informações e de seu fluxo até onde arquivá-las ou recuperá-las.

CLASSE – Conjunto de cargos/funções da mesma natureza funcional, estruturado e organizado por referências, para permitir o desenvolvimento do servidor mediante progressão, na forma de Regulamento.

CLIENTE – É uma pessoa ou um setor que recebe os produtos ou serviços resultantes de um processo. O cliente existe dentro e fora da empresa.

CLIENTE EXTERNO – É o cliente final de um produto ou serviço. Garante o resultado financeiro da Empresa.

CLIENTE INTERNO – É o colaborador ou setor da organização que recebe um produto ou serviço de outro colaborador ou setor dentro da mesma organização.

CLIMA ORGANIZACIONAL– É a qualidade do ambiente psicológico existente na organização, e que é percebido pelos seus funcionários, empregados e colaboradores em decorrência do estado motivacional das pessoas. Este clima influencia o comportamento dentro da organização.

CLO – Chief Learnig Officer. Diretor de Aprendizado, responsável pela administração do capital intelectual da Instituição, reúne e gerencia todas as informações da organização. CKO.

COACH – Facilitador, treinador, instrutor. A função do Coach é conduzir o cliente para o desenvolvimento pessoal e/ou profissional, levando-o a descobrir caminhos para novas possibilidades.

COACHEE – Quem participa de um processo de Coaching.

COGNIÇÃO – Ato ou ação de conhecer, ou seja, a aquisição de um conhecimento.

COLABORADOR – Nome politicamente correto para funcionário ou empregado. 

COMITÊ DRAFT – Comitê de Planejamento.

CMM – Capacity Maturity Model. Recurso para desenvolvimento de software.

COMMODITY – Produto primário, geralmente com grande participação no comércio internacional. 

CONSUMER RELATIONSHIP MANAGEMENT – Gerenciamento das relações com o cliente.

CONSUMER UNDERSTANDING – Conhecimento profundo a respeito dos clientes. 

CONTINUOUS IMPROVEMENT  Significa melhoria contínua. Componente essencial no just-in-time e na Qualidade Total que reflete uma determinação inabalável para eliminar as causas dos problemas. É o oposto da mentalidade de “apagar incêndios”. 

CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO – É o acordo formal, expresso e legal que correspondente à relação de empresa x empregado. 

CORPORATE PURPOSE – Objetivo da organização.

COUNTRY MANAGER – Diretor geral para o país. 

CULTURA ORGANIZACIONAL – É o sistema de crenças e valores compartilhados que se desenvolve dentro de uma organização e que influencia e orienta o comportamento de seus membros.

D_____________________________________________________

DADO – Informação em seu estado bruto, a descrição de um fato ou evento estatístico.

DATA CENTER – Ambiente projetado para abrigar servidores, equipamentos de processamento e armazenamento de dados e ativos de rede. O objetivo principal é garantir a disponibilidade de equipamentos que rodam sistemas cruciais para o negócio de uma organização, garantindo a continuidade do negócio. Centro de Processamento de Dados

DINAMISMO – Ação com vitalidade, energia, vigor. Capacidade de o indivíduo “fazer e acontecer”.

DRESS CODE – Código de vestimenta. Conjunto de regras — muitas vezes implícitas — que regem a maneira de os colaboradores se vestirem no ambiente de trabalho. o mundo corporativo exige não somente as qualificações profissionais mas, principalmente boas maneiras, postura correta e roupas adequadas.

E____________________________________________________

E-business – Negócios virtuais feitos por meio da mídia eletrônica Web – wide world web. É o motor da Nova Economia.

EMPATIA – Capacidade de se colocar no lugar do outro. 

ENGAJAMENTO Estado mental positivo do indivíduo caracterizado pelo vigor e dedicação.  

ENQUADRAMENTO FUNCIONAL – Ato administrativo para formalização da nova denominação do cargo, ocupado e vago, e função.

ENQUADRAMENTO SALARIAL – Ato administrativo para formalização do posicionamento do servidor e do aposentado em nova tabela de vencimento.

EPI – Equipamento de Proteção Individual. 

EPC – Equipamento de Proteção Coletiva. 

EX-NUNC – Expressão latina. Quer dizer que a decisão não tem efeito retroativo, ou seja, vale do momento em que foi proferida em diante.

EX-TUNC – Expressão latina. Quer dizer que a decisão tem efeito retroativo, valendo também para o passado.

F_____________________________________________________

FADIGA – Cansaço ou estafa decorrente do trabalha continuado e repetitivo. A fadiga pode ser física ou psicológica.

FULL-TIME – Período integral.

FUNÇÃO PÚBLICA – Conjunto de atribuições e responsabilidades permanentes inerentes ao cargo público ou conjunto de atribuições e responsabilidades de caráter transitório ao serviço público.

FUNÇÕES ADMINISTRATIVAS – Planejamento + Organização + Direção + Controle. O conjunto dessas funções forma o que chamamos de processo administrativo.

G _______________________________________________

GROUP DEVELOPMENT – Desenvolvimento de grupos.

GRUPO OCUPACIONAL – Conjunto de carreira e cargos/funções de atividades técnicas e administrativas correlatas ou auxiliares.

H _________________________________________________________

           
HANDS ON – Participação ativa. 

HIERARQUIA – É a distribuição formal dos níveis de autoridade dentro de uma organização.

I ____________________________________________

                                 
INFORMAÇÃO – Conjunto de dados com um significado específico.

INTUIÇÃO – Julgamento direto e exato não precedido de elaboração lógica. Emissão de uma inteligência concreta, resultante de uma organização interna espontânea, sem justificativa lógica. 

J ____________________________________________________

JOB ROTATION – Rodízio de funções promovido pela Instituição.

JOINT VENTURE  Associação de empresas, não definitiva, para explorar determinado negócio, sem que nenhuma delas perca sua personalidade jurídica. 

JUST IN TIME KNOWLEDGE – Ferramenta que reduz as barreiras de tempo e espaço no acesso a conhecimentos como o e-learning.

K _________________________________________________

KNOW HOW – Conhecimento de técnicas ou detalhes práticos de alguma coisa que permite mais eficiência e melhores resultados em uma operação ou processo. 

L ____________________________________________

LEARNINGS – Aprendizados gerados por uma situação.

M _____________________________________________________

MARKET SHARE – Participação no mercado. 

MBA IN COMPANY – MBA oferecido dentro do espaço físico da Instituição.

MECANISMO DE DEFESA – Forma de reação despertada por conflitos, que permite a proteção da auto imagem. Mecanismo intimamente ligado à adaptação. Os mais conhecidos são: projeção, racionalização, sublimação. 

MERITOCRACIA –  Sistema de recompensa e/ou promoção baseado em mérito e competência técnica. Há a exigência de comprovação através de provas, títulos e mapeamento de perfis.

METAS ORGANIZACIONAIS – Níveis de desempenho pretendidos para um determinado período de tempo.

MISSÃO – Declaração de propósitos ampla e duradoura, que individualiza e distingue a razão de ser de uma organização. Identifica o escopo de suas operações em termos de linhas de produtos, serviços, clientes e condições essenciais de desempenho.

MTE – Ministério do Trabalho e Emprego, do governo federal.

N __________________________________________________

NETWORKING – Rede de relacionamentos profissionais.

NEWSLETTER – Boletim de notícias.

________________________________________________                             

ORGANIZATION CHART – Organograma. 

ORGANOGRAMA – Representação gráfica da estrutura formal da Instituição.

___________________________________________________

PARADIGMA – Modelo, padrão.

PASEP – Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público. 

PCPM – Planejamento e Controle da Produção e de Materiais. 

PCP – Planejamento e Controle da Produção.

PCM – Planejamento e Controle da Manutenção.

PDV – Programa de Demissão Voluntária. 

PDV – Em Marketing, significa ponto de venda. 

PERFORMANCE – Desempenho.

PIS – Programa de Integração Social. 

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO – Ferramenta gerencial que analisa a organização em médio e longo prazo, desenvolvendo projetos e planos de ações com foco no futuro. Procedimento dinâmico de alocação de recursos compatibilizando as oportunidades de mercado, os objetivos e competências organizacionais.

PLANO DE CARREIRA – Instrumento que define as trajetórias de carreiras existentes na organização.

PLR – Participação nos Lucros e Resultados. 

PORTFÓLIO –  Coleção de produtos ou serviços oferecidos por uma organização a um mercado ou a segmento deste. É o perfil público de uma organização.

PPCP – Planejamento, Programação e Controle da Produção. 

PPM – Partes por Milhão. Termo usado no controle estatístico. 

PPR – Programa de Participação nos Resultados. 

PREGÃO ELETRÔNICO – Pregão realizado via Internet. 

PRINCÍPIO DE BAGATELA (PRINCÍPIO DA INSIGNIFICÂNCIA) – o princípio da insignificância tem o sentido de excluir ou de afastar a própria tipicidade penal, ou seja, não considera o ato praticado como um crime, por isso, sua aplicação resulta na absolvição do réu e não apenas na diminuição e substituição da pena ou não sua não aplicação. Para ser utilizado, faz-se necessária a presença de certos requisitos, tais como: (a) a mínima ofensividade da conduta do agente, (b) a nenhuma periculosidade social da ação, (c) o reduzidíssimo grau de reprovabilidade do comportamento e (d) a inexpressividade da lesão jurídica provocada (exemplo: o furto de algo de baixo valor). Sua aplicação decorre no sentido de que o direito penal não se deve ocupar de condutas que produzam resultado cujo desvalor – por não importar em lesão significativa a bens jurídicos relevantes – não represente, por isso mesmo, prejuízo importante, seja ao titular do bem jurídico tutelado, seja à integridade da própria ordem social.  

PRO FORMA – Apenas por formalidade. 

PROGRESSÃO – É a passagem do servidor de uma referência para outra imediatamente superior dentro da faixa de referências da mesma classe, atendidos os critérios de desempenho definidos em Regulamento e o cumprimento do interstício de 365 (trezentos e sessenta e cinco) dias.

PROMOÇÃO – É a passagem do servidor de uma para outra classe imediatamente superior, atendidos os critérios de desempenho e os requisitos definidos em Regulamento, e o cumprimento do interstício de 365 (trezentos e sessenta e cinco) dias.

________________________________________________

QUALIDADE – Inicialmente o conceito esteve associado à conformidade de requisitos desejados pelos clientes, obrigatórios pela legislação, necessários à organização e seus funcionários. Posteriormente o conceito evoluiu para a visão de satisfação do cliente, incluindo itens como prazo, pontualidade nas entregas, condições de pagamentos, flexibilidade etc. Paralelamente a esta evolução do conceito, surgiu a visão de que o mesmo era fundamental no posicionamento estratégico da empresa no mercado, estendendo, inclusive, o requisito de qualidade a toda a cadeia produtiva, como fornecedores e demais atores envolvidos.

QUALIFICAÇÃO – Conjunto de requisitos exigidos para o ingresso e o desenvolvimento na carreira, e para a obtenção de vantagens pecuniárias estabelecidas em lei.

QUARTIL – É uma unidade de medida estatística de tendência central que divide em quatro partes iguais uma série de valores ordenados de forma crescente, ou seja, referente a um quarto da distribuição de frequência.

 _________________________________________________________

REGULAMENTO – Ato normativo secundário, destinado a disciplinar pontos específicos de lei.

REFERÊNCIA – Posicionamento do servidor na escala de vencimento da respectiva classe.

REMUNERAÇÃO – Vencimento do cargo/função acrescido das vantagens pecuniárias permanentes, das vantagens pecuniárias variáveis e das vantagens pecuniárias temporárias.

REPERCUSSÃO GERAL – Instituto processual que r eserva ao STF o julgamento exclusivo de temas, trazidos em recursos extraordinários, que apresentem questões relevantes do ponto de vista econômico, político, social ou jurídico, que ultrapassem os interesses subjetivos da causa. Isso significa que a decisão deverá ser aplicada a todos os processos que discutam a mesma questão.

REUNIÃO – É o encontro de dois ou mais profissionais com o objetivo de discutir e alinhar algum tema ou realizar alguma atividade ou projeto corporativo.

ROI – Return Of Investiment. Tempo necessário para o retorno do que foi investido.

ROTATIVIDADE – Turnover.

S _______________________________________________________


SALES MANAGER – Gerente de vendas. 

SA 8000 – Sistema de gestão voltado para a responsabilidade social.

SATISFAÇÃO – Significa o atendimento das necessidades humanas. A satisfação pode ser impedida por alguma barreira, mantendo o estado de tensão, ou pode ser compensada pela satisfação de outra necessidade.            

SETUP  Sistema de troca rápida.

SIG – Sistema de Informações Gerenciais.

SINERGIA  Efeito multiplicador quando as partes do sistema interagem entre si ajudando-se mutuamente. O efeito sinergético mostra que o resultado do todo é maior do que a soma das partes: 2+2=5.  O conceito pode ser aplicado em outras áreas, como alianças estratégicas, joint-ventures, acordos de cooperação, relações das empresas com fornecedores ou clientes e equipes multidisciplinares.  

SPREAD – Taxa de risco.

SÚMULA VINCULANTE – Trata-se de verbete editado pelo Supremo Tribunal Federal, apoiado em reiteradas decisões sobre matéria constitucional, que tem efeito vinculante em relação aos demais órgãos do Poder Judiciário e à administração pública direta e indireta, nas esferas federal, estadual e municipal. O enunciado tem por objetivo a validade, a interpretação e a eficácia de normas determinadas, acerca das quais haja controvérsia atual entre órgãos judiciários ou entre esses e a administração pública, que acarrete grave insegurança jurídica e relevante multiplicação de processos sobre questão idêntica. Para a edição de súmula vinculante é necessário que pelo menos dois terços dos membros do Tribunal concordem com sua aprovação. Tal instituto foi inserido no ordenamento jurídico brasileiro pela Emenda Constitucional 45/2004 (Reforma do Judiciário).

SWOT – Termo acrônimo de Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças). Ferramenta utilizada para fazer análise de cenários ou ambientes.

 

T ____________________________________________________

T&D – Treinamento e Desenvolvimento. Conjunto de atividades orientadas para uma carreira específica ou para um quadro de necessidades organizacionais que facilitarão o desenvolvimento dos funcionários.

TALENT MANAGER – Gerente de Talentos. Profissional da área de RH.

TARGET – Alvo, objetivo.

TEAM BUILDING  Espírito de Equipe. Grupos de pessoas que, quando juntas, trabalham em sinergia, obtendo melhores resultados do que se estivessem sozinhas. Tipo de dinâmica de grupo em área externa, onde os participantes serão expostos a várias tarefas físicas desafiadoras, que são exemplos comparativos dos problemas do dia-a-dia da empresa. Tem como finalidade a integração de equipe. 

TEORIA DAS RELAÇÕES HUMANAS – Corrente administrativa iniciada com a experiência de Hawthorne, que enfatiza as pessoas, os grupos e as relações humanas informais em contraposição aos pressupostos formais da Teoria Clássica.

TEORIA X – Estilo de administração duro, rígido e autocrático que consideram as pessoas dentro de padrões planejados e organizados, tendo em vista o alcance dos objetivos da organização. Este estilo é baseado na teoria tradicional, mecanicista e pragmática. Concepção de homem: as pessoas são preguiçosas, evitam o trabalho, evitam responsabilidades, precisam ser controladas e não tem iniciativa.

TEORIA Y – Estilo de administração aberto, dinâmico e participativo em que administrar significa um processo de criar oportunidades, de liberar potenciais, de remover obstáculos e encorajar o crescimento individual. Concepção de homem: as pessoas são esforçadas, aceitam responsabilidades e desafios, são competentes e criativas.

TERCEIRIZAÇÃO – Transferência de uma operação interna da organização para outra que consiga fazer mais rápido e mais barato. Significa transformar custos fixos em custos variáveis. É uma simplificação da estrutura e do processo decisório da organização.

TI – Tecnologia da Informação. É o conjunto de ferramentas, softwares e hardware que facilitam o processamento e o transporte de dados e informações.

TIME BASED COMPETITION – Consiste na redução do tempo de resposta às evoluções do mercado. Hoje as empresas devem fornecer ao cliente o que ele quer, no momento em que o deseja e não mais tarde, senão será a concorrência a fazê-lo. Segundo os autores do conceito, os norte-americanos George Stalk e Thomas Hout, do Boston Consulting Group, o controle do tempo é a chave para um bom desempenho da empresa. Na atual conjuntura de mudança só as empresas capazes de adaptar-se rapidamente podem conquistar quotas de mercado. O poder de reação da companhia deve ser estimulado em todos os campos: produtos, produção, distribuição e serviço.

TOMADA DE DECISÃO – Processo de abordagem racional de um problema desenvolvido por um gestor na busca de solução, com base na apreciação de informações disponíveis.

TOP-DOWN – de cima para baixo. Decisão dos líderes que muda o cotidiano dos colaboradores.

TOP MANAGEMENT – Alta Direção ou Administração de cúpula.

TOP OF MIND – Marca ou produto mais lembrado espontaneamente.

TQC – Total Quality Control – que significa literalmente, Controle da Qualidade Total. Sistema criado em todas as fases de uma empresa de manufatura, da engenharia de projeto à distribuição, que busca assegurar “defeito zero” na produção. 

TQM – Total Quality Management, que significa literalmente Gerenciamento da Qualidade Total. Foi criado em 1985 pela Naval Air Systems Comand para descrever o seu enfoque de gerenciamento ao estilo japonês para o aperfeiçoamento da qualidade.

TRABALHO – Toda atividade humana voltada para a transformação da natureza, no sentido de satisfazer uma necessidade.

T RADE MARKETING – Marketing feito junto aos canais de distribuição visando estabelecer parcerias amistosas de longo prazo entre produtor e distribuidor. O conceito surgiu no início dos anos 90 devido à importância crescente dos intermediários na distribuição de produtos ou venda de serviços.

TRAINEE – Treinamento voltado para jovens profissionais recém formados que futuramente poderão ocupar posições de liderança.

TRAINING ON THE JOB – Treinamentos feitos em conjunto com as tarefas práticas rotineiras, como um estágio supervisionado.

TRAJETÓRIA DE CARREIRA – Sucessão de cargos que exigem requisitos crescentes de desenvolvimento.

TREINAMENTO VIRTUAL – Ação de treinamento na qual os treinandos e os seus facilitadores encontram-se em espaço virtual.

TREINANDO – Indivíduo sob a ação de Treinamento.

TREND- Tendência. 

TRIAGEM DE CURRÍCULOS – Procedimento do processo do recrutamento onde os currículos são analisados e separados para participação ou não do processo de seleção, de acordo com o perfil da vaga e do candidato.

TURNOVER – Rotatividade de pessoal.

TV CORPORATIVA – Canal de comunicação que as empresas estão utilizando para estreitar o relacionamento entre empresa, colaboradores, fornecedores e clientes, para o seu maior desenvolvimento e crescimento. É o caso da TV Senado e TV Câmara.

U ____________________________________________________

UNIDADE ORGANIZACIONAL – Segmento da empresa/Instituição que representa uma das diversas especializações de que se compõe a estrutura organizacional.

UNIFORMIZAÇÃO – Processo de implantação de uniforme de toda a equipe de trabalho, responsável por transmitir diversas informações sobre a empresa como confiabilidade e grau de formalidade, além de fortalecer as cores e os atributos da marca.

UNIVERSIDADE CORPORATIVA – Unidade formal que congrega a prática educacional de uma organização à medida que esta horizontaliza ou verticaliza suas ofertas de oportunidades de educação e as desenvolve como um compromisso com a tese da educação continuada e permanente.

UPGRADE – Elevação de nível de preparo, de promoção e de atualização em sintonia com a velocidade das mudanças e crescimento da disponibilidade de dados, informações, técnicas e conhecimento.

USUÁRIOS DA INFORMAÇÃO – Representante das partes interessadas, dentro e fora da organização, que necessitam de acesso às informações para executar as suas atividades.

V ____________________________________________

VALE-ALIMENTAÇÃO – Também conhecido como Cesta Básica. Não é obrigatório por lei, mas, os sindicatos patronal e laboral podem acordar em suas convenções coletivas o fornecimento deste benefício, tornando-o obrigatório. Vale-Refeição.

VALOR – Benefício obtido como resultado da utilização e das experiências vividas com um produto ou serviço. Percepção do cliente ou partes interessadas sobre o grau de atendimento de suas necessidades, considerando as características e atributos do produto ou serviço.

VALORES – Vetores de comportamento que definem as crenças básicas a respeito de como os integrantes do quadro organizacional se comportam e sobre as quais todas as relações organizacionais são baseadas. Constituem as guias que orientam as práticas em uma organização.

VALOR AGREGADO – Tudo aquilo que enriquece o objeto que recebeu algum tipo de investmento , melhoria, aperfeiçoamento, transformação e que o faz melhor sob vários aspectos: operacional, estético, financeiro etc.

VALOR ESTIMADO – Resultado da composição de todos os custos e despesas que envolvem o processo produtivo, acrescido das despesas legais e fiscais, assim como da incidência de uma taxa de remuneração rentável e lucrativa.

VANTAGEM COMPETITIVA – Vantagem que uma empresa tem em relação a seus concorrentes obtida pela oferta de produtos ou serviços de maior valor agregado. Estratégia pela qual as empresas se posicionam além de seus concorrentes, seja cobrando menos, seja diferenciando seus produtos. Em 1980, o professor da Harvard Business School descreveu em seu livro ‘Estratégia Competitiva, a estratégia competitiva como sendo ações ofensivas e defensivas de uma empresa para criar uma posição sustentável de longo prazo. Ele identificou três estratégias genéricas que podem ser usadas separada ou conjuntamente: 1) Liderança baseada no fator custo, que consiste em possuir custos mais baixos do que os rivais; 2) Diferenciação, que consiste em criar um produto ou serviço que é visto na indústria como único; 3) Focalização, que consiste em combinar as duas estratégias direcionando-as para um alvo específico. Diferencial ou diferencial competitivo.

VENCIMENTO – Retribuição pecuniária básica, devida pelo exercício do cargo/função, fixada e alterada exclusivamente por lei.

VENCIMENTOS – Vencimento do cargo/função acrescido das vantagens pecuniárias permanentes fixadas e alteradas exclusivamente por lei.

VISÃO – Estado de excelência a ser conquistado. No Planejamento Estratégico a visão propicia o direcionamento dos rumos de uma organização.

VISÃO MÍOPE – Incapacidade para enxergar além, sem visão de longo prazo.

VITALIZADORES – Recursos da tecnologia de Treinamentos e Desenvolvimentos para mobilizar energias e disposição para o trabalho a ser feito, em situações que são visíveis os sinais de cansaço e stress.

VIVÊNCIAS – Experiências conduzidas por um especialista que facilita a experimentação de emoções e sentimentos relativos a um assunto específico. Recurso muito usado em Treinamentos e Desenvolvimentos.

W ____________________________________________

W3C World Wide Web Consortium – É a principal organização de padronização do World Wide Web. Consiste em um consórcio internacional, composto por quase 400 membros, que agrega empresas, órgãos governamentais e organizações independentes com a finalidade de estabelecerem padrões para a criação e a interpretação de conteúdos para a Web.

WEB 1.0 – Termo que se refere à primeira geração do World Wide Web (rede mundial de computadores ou internet), com sites de conteúdos estáticos com pouca interatividade dos internautas e diversos diretórios de links.

WEB 2.0 – Termo que se refere à segunda geração do World Wide Web (rede mundial de computadores ou internet), reforçando o conceito de troca de informações e colaboração dos internautas com sites e serviços virtuais. Também chamada de Era Social ou Web Participativa. Esse termo foi usado pela primeira vez por Tim O’Reilly, em uma conferência da empresa americana O’Reilly Media, em 2004. O objetivo é que o ambiente virtual se torne mais dinâmico, contando com a colaboração dos usuários para a organização do conteúdo. Um exemplo é a enciclopédia Wikipédia, cujas informações são disponibilizadas e editadas pelos próprios internautas, sendo depois conferidas por um grupo de pessoas que trabalha para o aperfeiçoamento dessa enciclopédia virtual. Foi a revolução dos blogs e chats. Foi o momento em que a internet se popularizou em todo o mundo.

WEB 3.0 – Termo que se refere à terceira geração do World Wide Web (rede mundial de computadores ou internet), e prevê que os conteúdos online estarão organizados de forma semântica, mais personalizada para cada internauta, sites com aplicação inteligentes e publicidade baseada em pesquisas de comportamento.

WORKFLOW Fluxo de trabalho. É uma sequência de passos necessários para automatizar processos, de acordo com um conjunto de normas definidas, permitindo que esses possam ser transmitidos de uma pessoa para outra. A ordem de execução e as condições pelas quais as tarefas são iniciadas estão definidas no workflow, sendo que o mesmo é capaz também de representar a sincronização das mesmas, garantindo o fluxo de informações. A tecnologia de workflow lida diretamente com pessoas e sua interação nas organizações.

WORKAHOLIC – Expressão inglesa que caracteriza uma das principais patologias da sociedade moderna corporativa. Significa pessoa viciada em trabalho. Nos estágios mais avançados da doença, o workaholic coloca o trabalho acima da família, do lazer e dos amigos.

WORKSHOP  Laboratório ou oficina de trabalho. Reunião de pessoas com interesses ou problemas comuns, orientados por especialistas em treinamento, com o objetivo de aprimorar ou desenvolver novas competências.

X _________________________________________________

XML– eXtensible Markup Language (Linguagem Extensível de Formatação). É a configuração usada para gerar linguagens de formatação para necessidades especiais. Cria documentos com dados organizados de forma hierárquica, interligando banco de dados distintos.

 

Posts Relacionados